Coordenadora do Curso de Direito participa de encontro no Equador

  • 21 de novembro de 2018

A Coordenadora do Curso de Direito da Faculdade Evangélica de Goianésia (FACEG), professora Dra. Helena Beatriz de Moura Belle, participou do IX Encontro Internacional do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito (Conpedi), realizado nos dias 17, 18 e 19 de outubro de 2018 em Quito, no Equador.

Esta foi uma importante parceria entre a Universidad Andina Simón Bolívar (UASB), com apoio do Instituto de Altos Estudios Nacionales (IAEN) e Pontifícia Universidad Católica do Equador (PUC Equador). Nesta edição, a temática discutida foi a Pesquisa empírica em Direito, denominada Novo Constitucionalismo Latino-americano e os desafios para a Teoria do Direito, Teoria do Estado e o Ensino do Direito.

Na oportunidade, a professora Helena Beatriz apresentou duas produções científicas na modalidade artigo. O primeiro, vinculado ao Eixo Temático Cultura jurídica e educação constitucional, intitulado Inclusão de Pessoas com Deficiência: análise do Ordenamento Educacional Brasileiro e sua Efetividade. Outro, relacionado ao Eixo Temático Constitucionalismo econômico, bem viver e pós-desenvolvimento, recebeu o título de Atuação de Companhias Aéreas no Brasil: serviços e tarifas para transportes de bagagens. As produções estão publicadas nos Anais do Conpedi.

A FACEG incentiva o compartilhamento e socialização do conhecimento e, com suas políticas de incentivo a formação, atualização e participação de seus membros em eventos científicos locais, regionais, nacionais e internacionais, materializa sua missão, que consiste em “promover, com excelência, o conhecimento por meio do ensino nos diferentes níveis, da pesquisa e da extensão, e buscar a formação de cidadãos comprometidos com o desenvolvimento sustentável.”.

A instituição parabeniza a professora Helena Beatriz e a todos os membros atuantes no Curso de Direito pela participação efetiva e a busca constante pela melhoria no desenvolvimento do ensino jurídico, com intuito de promover harmonia e minimizar conflitos, com respeito as individualidades, todavia, priorizando a pluralidade.